×
Blog

Trade marketing para indústrias e distribuidoras: 4 estratégias infalíveis

11 de julho de 2022
trade-marketing-para-indústrias-e-distribuidoras

O trade marketing para indústrias e distribuidoras é uma estratégia poderosa para agregar valor aos produtos presentes no ponto de venda, e assim se destacar dos concorrentes.

Implementando a estratégia certa, todos saem ganhando: a indústria por ter seus produtos divulgados e o distribuidor por estar faturando mais com o aumento das vendas. 

O trade marketing surgiu na Europa em 1980. De lá para cá, muita coisa mudou devido ao dinamismo do mercado. O consumidor quer mais do que comprar um produto, ele quer uma experiência completa! 

Mas como maximizar as vendas, promover a marca e ainda proporcionar uma boa experiência para o cliente final? É o que mostraremos a seguir. 

Neste artigo, detalharemos as principais estratégias de trade marketing para indústrias e distribuidoras terem bons resultados. 

Alinhe os times de marketing e vendas 

Antes de iniciar qualquer ação de trade marketing, primeiramente você precisa organizar a casa!

 Os seus times de marketing e vendas precisam estar todos na mesma página e trabalhando o mais alinhado possível. 

Isso porque é o marketing que pensará em ações inovadoras para a divulgação do produto, promoverá a integração com os parceiros de distribuição e desenvolverá um calendário estratégico de atividades nos pontos de venda. 

E o time de vendas? Ele colocará tudo isso em prática. Os times trabalharão um com o outro, e não um para o outro. 

Geralmente, o comercial sempre está com o pensamento de fechar a venda no PDV e bater a meta da saída de mix de produtos. 

Ao “virar essa chave” e pensar na experiência do cliente final, ou seja, no consumidor, o ganho será muito maior. Com isso, eles garantem a satisfação do consumidor, a loja vende mais e fará ainda mais pedidos.  

Portanto, trabalhando em conjunto, todo mundo sai ganhando. 

Gere demanda

Agora que você já sabe que, antes de tudo, os times de marketing e vendas precisam estar alinhados, o próximo passo é gerar demanda! Ou seja, criar situações de compra.

Isso pode acontecer com a criação de um novo produto, uma nova embalagem ou ações dentro do próprio PDV.

A Nissin Lámen gerou um burburinho no mercado com o lançamento dos sabores doces de chocolate e beijinho do macarrão instantâneo. Os seus fornecedores logo abasteceram os catálogos com os produtos para levar às gôndolas dos supermercados. 

E quando a indústria não muda o produto? Você pode oferecer a clássica degustação na loja, promoções,  bônus na compra de um produto… ações que encontrem consumidores interessados na marca.  

Atente-se ao Merchandising

O merchandising é um dos coringas do trade marketing para indústrias e distribuidoras. Ele tem como principal objetivo a exposição assertiva de uma mercadoria para shopper.   

É nessa estratégia que estão inclusos os banners, flyers, panfletos e demais recursos visuais que ajudam o consumidor a tomar a decisão de compra.  

Para isso, é preciso pensar como um todo, em todas as ações realizadas no PDV. Considere ao planejar as ações: o produto, o lugar de exposição, quantidade, preço e o momento (estação do ano, data comemorativa etc). 

Conheça as principais peças de merchandising:

Display de balcão: peças posicionadas nos caixas, geralmente, com mercadorias de baixo preço. 

Display de chão/expositores: tem o intuito de incentivar o consumo imediato. Pode ser usado para dar destaque aos produtos em promoção. 

Régua: peças retas ou dobradas em L colocadas junto ao produto com o intuito de atrair a atenção para o que está sendo exposto. 

Clipstrip: tira com os produtos que precisam ter grande saída no PDV. Eles são expostos nos corredores de produtos complementares ao seu uso. 

Ilha:  são produtos colocados no meio dos corredores para chamarem a atenção. Assim como clipstrip, a ilha também pode ser usada próximo às mercadorias complementares ao uso do produto exposto. 

Crie ações com foco no omnichannel 

Omnichannel é a integração de diferentes canais de vendas. E se você quer se destacar da concorrência, precisa estar por dentro do assunto. 

Essa já é uma realidade no varejo e vem sendo cada vez mais adotada pelos atacadistas distribuidores. Ele oferece uma experiência de compra diferenciada para quem está adquirindo o seu produto.

Para iniciar a integração das suas ações de trade com omnichannel, você precisa elencar os principais canais que combinam com a sua estratégia de negócio. Depois, é de suma importância que você mantenha alinhadas as informações presentes nos canais. 

Cases de sucesso

A rede de fast food Burger King tem trabalhado bem os seus canais de vendas. Por meio do aplicativo disponível para android e IOS,o cliente tem acesso a descontos e promoções. Assim, é só fazer o pedido pela ferramenta e retirar em alguma franquia. 

O Magazine Luiza também! O cliente pode fazer a sua compra no site e retirar na loja ou optar pela entrega. A marca também conta com um aplicativo que disponibiliza descontos exclusivos. 

Extra: comunique-se com o time em campo

A comunicação fluida é essencial para o sucesso de qualquer estratégia comercial, sobretudo quando envolve outros setores da empresa. 

Por isso, para a conquista de bons resultados no trade marketing para indústrias e distribuidoras os times envolvidos precisam estar em constante comunicação. 

Assim, é possível ajustar em tempo hábil estratégias que não estão com bom desempenho, além de abrir margem para futuros insights. 

Para a gestão acompanhar as atividades do time em campo é sempre uma tarefa difícil. Afinal, gestor e equipe estão em locais diferentes, já que a equipe de venda precisa visitar várias lojas ao decorrer do dia. 

Mas com a ferramenta tecnológica certa, como o PoliAtividades, é possível ganhar muito mais agilidade e ter uma equipe de vendas com rotinas organizadas e focadas no cliente. 

Conhecendo o PoliAtividades

A nossa solução para gestão da equipe em campo é essencial para você que quer acompanhar todas as atividades do vendedor externo ao visitar o PDV. 

Com ela, é possível montar um fluxo de atividades personalizado para o seu negócio, definir checkin e checkout, ter em mãos relatório de visita e tudo mais para garantir um bom atendimento em loja e ainda mais resultado nas ações de trade marketing.

 Gostou do conteúdo? Fique atento às novidades do nosso blog. 

Diretor comercial da Polibras Software
Compartilhe esta página: