polibrassoftware ×
Blog

O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?

5 de outubro de 2021
O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?

Os anos vão se passando e cada vez mais ouvimos falar sobre BI. Mas afinal de contas o que é BI – Business Intelligence? Como ele funciona e como ele pode nos ajudar?

Se você tem essas e outras dúvidas sobre o assunto, saiba que esse artigo vai te ajudar a esclarecê-las. Além de mostrar como essa metodologia tecnológica é capaz de transformar para melhor os resultados da sua distribuidora atacadista.

Ficou curioso? Então continue a leitura e tenha bons insights para a sua empresa.

O que é BI?

A sigla BI vem do termo em inglês “Business Intelligence”, traduzindo para o português: Inteligência de Negócios.

O Business Intelligence nada mais é que um grupo de metodologias e tecnologia que fazem dos dados um eficiente conjunto de informações perfeitas para boas análises e compreensão holística do negócio.

A tecnologia do BI é capaz de reunir todas as informações existentes no sistema da empresa, o ERP por exemplo. E dessa forma, traz vantagens para a empresa: os melhores projetos e ações que visam o crescimento de uma empresa, partem na maioria das vezes de uma análise feita por meio do Business Intelligence.

Com o BI, os empresários e gestores conseguem entender os resultados de uma empresa, desde o previsto e realizado de todas as metas até os motivos que fazem os resultados serem bons ou não.

Apesar de se tratar de um método de gestão, o BI também é considerado uma tecnologia. Pois a empresa precisa de uma ferramenta de BI para conseguir cruzar as informações e analisá-las com facilidade. Algumas dessas ferramentas são:

  • Power BI;
  • Google Data Studio;
  • Sales Force;
  • Board, e;
  • Domo.
O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?

Por que o BI é tão importante para o distribuidor atacadista?

O BI é uma tecnologia essencial para todos os tipos de empresas, portanto, para o distribuidor atacadista não seria diferente.

Esse tipo de empresa tem um sistema de atuação bastante complexo e detalhado, além de uma rigorosa qualidade nos processos tão necessários para garantir o sucesso das suas operações.

Devido a isso, a essa complexidade, o BI se torna a ferramenta fundamental para garantir o crescimento de uma distribuidora. Afinal, quanto mais processos, informações e pessoas envolvidas, mais necessário se torna ter um sistema capaz de dar respostas cruciais para o bom desempenho.

Já parou para pensar em quantas ocorrências podem acontecer em uma única rota de entrega de mercadorias? E os gargalos que acontecem no ciclo do perdido? Em que estágios de todo o processo esses problemas mais ocorrem?

Até aqui questionamos a área de armazenamento e logística. Mas e quanto aos setores de vendas, faturamento e financeiro? Tudo isso pode ser analisado profundamente com a ajuda de um BI.

Qual a diferença do BI com o ERP?

Se este tópico está aqui, é porque existem histórias de confusão entre BI e ERP. Como as duas tecnologias são responsáveis pelo processamento de dados, é comum muitos acharem que são basicamente a mesma coisa. Porém, não são!

O ERP (Enterprise Resource Planning) – confira mais sobre esse assunto aqui – é um sistema capaz de integrar as informações de todos os setores em um único local. Ou seja, ao invés de um sistema para cada setor da empresa, existe a possibilidade de apenas um que integra todos os outros.

Já o BI como vimos até aqui, é a tecnologia capaz de processar esses dados e disponibilizá-los de modo que fique claro a situação da empresa tanto em relação aos seus processos internos como perante ao mercado.

Dessa forma, por meio de uma explicação bem resumida, um sistema é responsável por coletar os dados e integrá-los com mais transparência, já o outro é responsável por transformar esses dados coletados em informações estratégicas.

O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?

Principais benefícios do BI para o atacado distribuidor

Certamente, o BI tem suas diversas vantagens. E para o distribuidor atacadista separamos cinco delas. Continue lendo para saber quais são!

1. Aumento das vendas

O aumento nas vendas é talvez o mais importante. Afinal, para continuar crescendo é preciso ter sucesso no fluxo de caixa.

Com o BI, o vendedor consegue ser mais estratégico na hora de prospectar: tanto para novos clientes quanto para clientes já existentes na base. A empresa de distribuição de produtos, faz parte de um cenário onde mais importante que ter novos clientes é garantir que os atuais continuem comprando.

Dados como a quantidade de pedidos recebidos por mês e o quanto um determinado cliente contribui para a meta de vendas do mês, são apenas dois dos diversos dados estratégicos que uma distribuidora pode ter ao utilizar o BI.

O BI também pode mostrar por meio de dashboards bastante claros e fáceis de analisar, qual a marca de produtos é responsável pelo sucesso de vendas da empresa, por exemplo.

2. Proatividade das equipes estrategistas

Com certeza todas as equipes de uma distribuidora precisam ser estratégicas, desde o time de contabilidade até mesmo o de logística. Mas existem alguns setores onde as equipes não podem deixar de ser estratégicas em nenhum momento. Por mais que existam processos, elas estão constantemente precisando se adaptar às mudanças. Uma dessas equipes é o marketing da empresa.

Você já refletiu sobre o quanto o avanço rápido das tecnologias e da comunicação estão mudando frequentemente o comportamento do consumidor?

As equipes de marketing dormem e acordam tendo que se adaptar todos os dias às novas metodologias e cenários do mercado. Diante de tanta mudança efêmera, apenas uma ferramenta altamente desenvolvida para análise de dados consegue ajudá-los a criar novas estratégias de marca e atração.

Por isso, o BI é essencial para que esses colaboradores sejam mais proativos, visionários e inovadores. Trabalhar apenas com achismos não faz parte da tarefa dessas equipes.

Além do marketing, outros setores também se enquadram nessa necessidade de mudanças constantes. A área de Recursos Humanos é um deles. Os processos seletivos de hoje já são bem diferentes dos de antes e as estratégias de endomarketing estão cada vez mais avançadas. Tudo isso graças ao avanço da tecnologia de análise de dados.

3. Diminuição de custos

Muitas vezes os custos de uma empresa estão ocultos porque não conseguimos identificar para onde o dinheiro está indo.

Em uma distribuidora atacadista por exemplo, além dos custos que não identificamos, existem outros que são identificados e ignorados pelo simples fato de há muitos anos fazerem parte do negócio.

Os pedidos em PDF a título de exemplo, costumam gerar alguns custos que poderiam ser evitados. Pois esse tipo de trabalho geralmente é manual e passível de erros frequentes. Todos esses erros acarretam em custos que se transformam em prejuízos.

Uma ferramenta de BI pode não só levantar os dados, mas também apresentar por meio de gráficos inteligentes onde os erros acontecem e o quanto eles fazem com que a empresa deixe de lucrar.

Uma vez identificado os erros na etapa de pedidos, por exemplo, a empresa pode adotar medidas a fim de evitá-los. O uso de tecnologias feitas para solucionar isso, é uma delas. Contra dados, não há argumentos!

4. Melhor tomada de decisões 

Depois de todos os benefícios que vimos até aqui, fica fácil falar sobre este em específico. Afinal, a tomada de decisão depende claramente de dados reais e fiéis.

Sem sombra de dúvidas, o BI é a ferramenta perfeita para nortear o empresário quanto ao caminho ideal para tocar sua empresa.

Para fazer o planejamento estratégico de uma distribuidora atacadista, é preciso saber aspectos importantes a respeito do negócio. Alguns deles são:

  • novas frentes de mercado: o que é promissor para a distribuidora garantir sua liderança? Quais novos produtos podem fazer parte do seu negócio? O que o público de determinadas regiões mais consomem?
  • cortar estratégias ruins: mais importante do que identificar novas estratégias para a empresa, saber cortar o que não funciona é uma delas.
  • investimento: não basta saber o que vai ser feito daqui pra frente, é necessário saber o quanto vai ser investido com tal;
  • reestruturação interna: entender os processos internos da empresa e buscar aprimorá-los – desde tarefas até novos cargos ou setores – é essencial para o crescimento da organização;
  • metodologias de vendas: as melhores vendas são feitas a partir do momento em que se sabe quem é o seu cliente e o comportamento dele, por isso, toda e qualquer metodologia de venda só vai funcionar se existirem tais informações.

Apenas uma ferramenta de inteligência de negócios será capaz de dar as melhores respostas para cada solução. Sejam essas citadas acima ou várias outras que venham a ser necessárias. 

5. Melhor relacionamento com o cliente

E finalmente, chegamos a um dos benefícios que vai garantir a perpetuidade da empresa: o relacionamento com o cliente.

O que é BI e qual a sua diferença com o ERP?

Para sabermos o quanto é importante um bom relacionamento com o cliente, basta nos colocarmos no lugar dele e nos perguntarmos: será que eu voltaria a comprar com a minha empresa se o cliente fosse eu?

O BI traz informações essenciais para saber até onde os clientes estão satisfeitos com a sua distribuidora. Se você identifica que nos últimos 6 meses um determinado cliente devolveu a mercadoria pelo menos uma vez por mês, já fica um alerta sobre como anda essa relação.

Na maioria das vezes as reclamações e as ameaças de deixar a parceria com o fornecedor não chegam aos ouvidos dos executivos da empresa, porém se a distribuidora tem uma tecnologia capaz de apresentar números que levem a essa conclusão, fica mais fácil corrigir os erros e manter o cliente satisfeito.

Fora que além de todo um aparato e visão 360º da distribuidora, o BI fornece dados aos vendedores capazes de ajudá-los a entender como cada cliente funciona. Quer se tornar íntimo do seu cliente e fazê-lo se sentir exclusivo? Então trate cada um deles de forma personalizada.

E para finalizar, não podemos deixar de dizer que o BI é hoje uma tecnologia fundamental para manter a competitividade no mercado. Se o seu concorrente tem o Business Intelligence como grande aliado e você não, com certeza ele está anos luz à sua frente.

Gostou deste conteúdo? Então compartilhe em suas redes sociais para que os seus contatos possam lê-lo também.

Compartilhe esta página: